Marisa Monte Gentileza

Apagaram tudo

Pintaram tudo de cinza

A palavra no muro

Ficou coberta de tinta

Apagaram tudo

Pintaram tudo de cinza

Só ficou no muro

Tristeza e tinta fresca

Nos que passamos apressados

Pelas ruas da cidade

Merecemos ler as letras

E as palavras de Gentileza

Por isso eu pergunto

A vocês no mundo

Se é mais inteligente

O livro ou a sabedoria

O mundo é uma escola

A vida é o circo

Amor palavra que liberta

Já dizia o profeta

Marisa Monte Três Letrinhas

Sim, são três letrinhas

Todas bonitinhas

Fáceis de dizer

Ditas por você

Nesse seu sim, assim

Outras três também

Representam não

Que não fica bem no seu coração

Sim, são três letrinhas

Todas bonitinhas

Fáceis de dizer

Ditas por você

Nesse seu sim, assim

Outras três também

Representam não

Que não fica bem no seu coração

É minha canção

Resto de oração

Que fugiu da igreja

Não quis mais do vinho

Foi tomar cerveja

Voltou ao jardim

E tá esperando gente

Que só disse sim

E tá esperando gente

Que só disse sim

E tá esperando gente

Que só disse sim

E tá esperando gente

Marisa Monte Amar Alguém

Amar alguém só pode fazer bem

Não há como fazer mal a ninguém

Mesmo quando existe um outro alguém

Mesmo quando isso não convém

Amar alguém e outro alguém também

É coisa que acontece sem razão

Embora soma, causa e divisão

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém

Amar alguém não tem explicação

Não há como conter o furacão

Amores vão embora

Amores vêm

Não se decide amar e nem a quem

Amar alguém só pode fazer bem

Seja só uma pessoa ou um harém

Se não existe algoz e nem refém

Amar alguém e outro alguém também

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém só pode fazer bem

Amar alguém

Marisa Monte Perdoa, Meu Amor

Perdoa, meu amor, perdoa

Perdoa, eu bem sei que errei

Perdoa, meu amor, perdoa

Perdoa se lhe magoei

A minha vida era só melancolia

Até você me aparecer um dia

Como se fosse uma rosa fugidia

Fez dos meus sonhos esta louca fantasia

Ainda sinto o seu perfume encantador

E nos meus lábios, os teus beijos sedutores

Perdoa, meu amor, perdoa

Perdoa se me tens amor

Marisa Monte Meu Canário

Pela primeira vez, eu chorei

Porque fui desprezado pelo meu amor

O meu barraco agora ficou desarrumado

O meu canário já não canta

Com certeza se desgostou

Piu-piu, piu-piu, piu-piu

Canta, meu canárinho

Para amenizar a minha dor

Piu-piu

Quando é noite de lua

Eu saio pra rua para meditar

O meu pinho faz tudo

Pra ver meu canário cantar

No soluçar do vento

No sussurro das folhagens

No gemido dos coqueiros

Pede a ele pra criar coragem

Nem assim o meu canário canta

E da minha garganta

Um triste gemido sai

Ui-ui, ai-ai

Ui-ui, ai-ai

Marisa Monte Eu Não Sou Da Sua Rua

Eu não sou da sua rua,

Eu não sou o su vizinho.

Eu moro muito longe, sozinho.

Estou aqui de passagem.

Eu não sou da sua rua,

Eu não falo a sua língua,

Minha vida é diferente da sua.

Estou aqui de passagem.

Esse mundo não é meu,

Esse mundo não é seu

Marisa Monte Panis Et Circenses

Eu quis cantar

Minha cancao iluminada de sol

Soltei os panos sobre os mastros no ar

Soltei os tigres e leoes nos quintais

Mas as pessoas da sala de jantar

Sao ocupadas em nascer e morrer

Mandei fazer

De puro aco luminoso punhal

Para matar o meu amor e matei

As 5 horas na Avenida Central

Mas as pessoas da sala de jantar

Sao ocupadas em nascer e morrer

Mandei plantar

Folhas de sonho no jardim do solar

As folhas sabem procurar pelo sol

E as raizes, procurar, procurar

Mas as pessoas da sala de jantar

Essas pessoas da sala de jantar

Sao as pessoas da sala de jantar

Essas pessoas da sala de jantar

Sao ocupadas em nascer e morrer

Marisa Monte Borboleta

Borboleta pequenina

Que vem para nos saldar

Venha ver cantar o hino

Que hoje é noite de natal

Eu sou uma borboleta pequenina

E feiticeira

Ando no meio das flores

Procurando quem me queira

Boboleta pequenina

Saia fora do rosal

Venha ver quanta alegria

Que hoje é noite de natal

Boboleta pequenina

Venha para o meu cordão

Venha ver cantar o hino

Que hoje é noite de natal

Eu sou uma borboleta pequenina

E feiticeira

Ando no meio das flores

Procurando quem me queira

Borboleta pequenina

Sai fora do rosal

Venha ver quanta alegria

Que hoje é noite de natal

Marisa Monte Três Letrinhas

Sim, são três letrinhas

Todas bonitinhas

Fáceis de dizer

Ditas por você

Nesse seu sim, assim

Outras três também

Representam não

Que não fica bem no seu coração

Sim, são três letrinhas

Todas bonitinhas

Fáceis de dizer

Ditas por você

Nesse seu sim, assim

Outras três também

Representam não

Que não fica bem no seu coração

É minha canção

Resto de oração

Que fugiu da igreja

Não quis mais do vinho

Foi tomar cerveja

Voltou ao jardim

E tá esperando gente

Que só disse sim

E tá esperando gente

Que só disse sim

E tá esperando gente

Que só disse sim

E tá esperando gente

Marisa Monte Aquela Velha Canção

Quando eu te ligar cantando aquela velha canção

Não diga que estou enganado, estou resolvido

Vou dar férias pro meu coração

Confesso que fiquei magoado, eu fiquei zangado,

Mas agora passou, esqueci

Eu não vou te mandar pro inferno porque eu não quero

E porque fica muito longe daqui

Quando eu te ligar cantando aquela canção

Pra te desnortear, te ferir com carinho

É pra fazer doer no seu ouvido – a nota melhor do nosso amor

Quando eu te ligar cantando aquela canção

Não diga que não sente nada

É pra fazer doer no seu ouvido – a nota melhor do nosso amor

Alô, a lua, alô, amor. Alô, a lua, alô, a lua, amor [x2]