Lucas Lucco Muié

Pode vir a Juliana, a Andressa, a Maressa

A Vanessa, a Valesca, a Carolzinha

Pode vir a Taísinha, a Fernandinha, a Julianinha

A Moreninha, a ruivinha e todas as ”muié”

Muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié

Só às muié

Muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié

Só as muié

Eu dou carro importado, até meu cartão pra gastar

Até um apertamento te dou de frente pro mar

Pode ser em Copacabana, na Europa, onde quiser

Eu faço qualquer coisa por todas as muié

Muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié

Só as muié

Muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié

Só as muié

Na minha casa, pode entrar quem quiser

Mas ó !

Pra entrar lá em casa tem que levar muié

Se não levar muié, não precisa nem entrar

Mas se trazer muié, pode vir, pode chegar

Muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié

Só as muié

Muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié, muié

Só as muié